Valei-me São Cristóvão!

Não dá para não comentar. Acaba de dar no Jornal Nacional. O inefável ex-socialista, ex-petista, ex-comunista e ex-ser pensante Cristóvão Buarque, aquele que acha que entende de educação, acaba de dar uma cândida declaração. Pois não é que o sujeitinho defende a construção de usinas nucleares? E sabe porque? Para não ter o Brasil mais que construir essas “imensas barragens” que “desalojam o povo de suas casas” e “destroem a natureza”. Segundo essa sumidade, o único problema das usinas nucleares é “o gerenciamento do risco”. Uma vez resolvido esse probleminha, elas são melhores que as usinas hidroelétricas.

Caro senhor candidato: se o senhor tem, ou sabe quem tem a solução para o “risco” dos dejetos de uma usina nuclear, publique. Eu e mais milhões de pessoas gostariam de saber.

Esse é o raciocínio de um sujeitinho socialistóide sem cérebro que preste: comprometer as gerações futuras — de séculos vindouros — com plutônio mal guardado pode. Mudar o caboclo para um lugar melhor para gerar energia limpa, não pode.

Cristóvão, ou você é burro que dói, ou mal intencionado. Ou as duas coisas.