O Assertiva para nerds

O Assertiva para nerds

Se você é curioso das coisas da internet, ou pretende construir seu próprio site ou blog, aí vão as características principais de Assertiva:

Plataforma | Engine

Depois de comparar os vários engines disponíveis para blogs e revistas, optei pelo WordPress. É uma solução robusta, largamente utilizada (inclusive por empresas), e de customização relativamente fácil. Há uma farta disponibilidade de templates para atender às mais diversas necessidades. Pode ser usada de duas formas. A primeira é através de wordpress.com, onde você pode hospedar sua página gratuitamente e colocar seu blog no ar em poucos minutos. Testei Assertiva e seu template nessa modalidade antes de decidir pelo desenho definitivo do site. A segunda forma é através de wordpress.org, de onde você baixa toda a plataforma (grátis), instala em seu computador e customiza o seu site antes de colocá-lo no ar. Essa modalidade exige muito mais experiência, além de exigir que você possua o registro do domínio e contrate a hospedagem. Mas é a que dá o maior controle – quase completo – sobre o site.

Tema | Template

A escolha do template dá trabalho e pode ser demorada. Eu queria um tema leve mas não leve demais. Além disso eu queria um tema que explorasse ao máximo os recursos da plataforma WordPress. E, é claro, deveria ser agradável, moderno e com a “cara” de Assertiva. E em cima de tudo isso o template deveria ser responsivo, ou seja, deveria funcionar perfeitamente em qualquer dispositivo, de smartphones pequenos a tablets e monitores. Optei por um tema da Alien WP chamado Oxygen. Essas coisas são sempre uma solução de compromisso, e o Oxygem foi o tema que mais se aproximou de que eu desejava para o Assertiva. Mas cabe aqui uma advertência: o Oxygen é desenvolvido em cima de uma superestrutura chamada Hybrid Core framework. Ela potencializa o WordPress mas, por outro lado não permite customização em nível de software muito profunda porque sua documentação não é gratuita – e eu não vou comprar. Não chegou a atrapalhar, mas é um preço a pagar pelo poder do template.

Dinâmica | Database

Esta versão de Assertiva é minha primeira experiência com dois ícones do software livre dos quais fugi a vida inteira como o diabo da cruz: PHP e MySQL. Sempre adepto do mundo Microsoft, com o bom e velho ASP + VB + SQL Server (e até mesmo Access) e, mais recentemente, com a tecnologia .NET, relutei um pouco para para adotar essas plataformas. Até porque sou confessadamente preconceituoso: o software livre, a começar pelo mundo Linux, nunca fez a minha cabeça. Mas acontece que o WordPress é escrito nessas coisas, fazer o que. No final não foi tão difícil. O MySQL, principalmente, é um banco de dados menos transparente e sua interface não é lá grande coisa, mas não deixa de ser um banco de dados medianamente poderoso e bastante consistente.

Web Server

É claro que o WordPress só roda em ambiente que suporte PHP + MySQL o que significa dizer um servidos Apache instalado em sistema operacional Linux. Até aí não há problema porque qualquer hosting hoje oferece esses servidores e você não tem que se preocupar com isso. Há, contudo, um detalhe importante que precisa ser levado em consideração quando se deseja instalar o WordPress em uma máquina Windows, ou seja, na sua. E isso é mandatório para a realização dos testes locais do seu site, principalmente se for o caso de se fazer adaptações. Tudo fica muito confortável. Felizmente existe uma solução que funciona muito bem, que é o WampServer. Essa pequena maravilha instala um servidor Apache em seu computador sem brigar com o IIS da Microsoft. E funciona perfeitamente. Não é coisa para principiantes, mas há tutoriais muito bem feitos na web. É claro que se pode fazer todos os testes e customizações diretamente no servidor do seu hospedeiro. Não é tão confortável, mas elimina essa etapa.

Hosting

Finalmente, o lugar para hospedar o site. Há diversos fornecedores de hospedagem que oferecem estrutura específica para o WordPress. Recomendo fortemente que seja usado um hospedeiro desse tipo. Não tanto pelos recursos: é possível perfeitamente instalar o WordPress em qualquer servidor Apache/Linux com suporte PHP/MySql. A diferença fica por conta do suporte. Alguns provedores se especializaram em WordPress, o que significa que quando há qualquer problema com a plataforma eles são capazes de sanar as dificuldades. O KingHost atende a essas características. Ainda é cedo para dizer mas a empresa de Porto Alegre tem, até agora, preenchido as minhas expectativas. Não é a opção mais barata do mercado.