Geometria

Eu bem tentei te medir
Da raiz desses cabelos
à pontinha do nariz
De onde começam os pelos
às curvas dos teus quadris
E todo o resto
do teu corpo
Eu tentei
Eu bem tentei calcular
Quando entregues, abertas
a bissetriz de tuas pernas
Ou a distância quando arfavas
entre os bicos dos teus seios
Eu bem tentei calcular
o incalculável
Eu tentei
(Nunca pude te medir
Porque por mais que te meça
Minha régua endoidece
Bem no meio da tarefa.)