Drops performático

O nome da moça é Vicky. Vicky Block. Dá aulas na FGV. Cara de competente e currículo impressionante. E, olhe, andei lendo algumas coisas dela. Fala menos bobagens que a maioria dos consultores de RH. Então o que leva uma moça assim a conjugar o verbo performar (“…ele está performando, não está?”) em sua coluna falada na BandNews?
O Flávio me disse que o termo está na moda. Bom, pode ser. Mas que se mantenha restrito ao meio, onde a desculpa de ciência inexata pode permitir jargões engraçadinhos e móveis. Não precisa contaminar o meio ambiente. Já já o povão adota, e daí…