Carta a Caetano Veloso

Carta a Caetano Veloso

Caro Caetano: Li, entristecido, a notícia do teu infortúnio. Como brasileiro, sinto vergonha de ver um artista como tu, talentoso e um dos ícones da…

Ler post →
Tempos pós-modernos

Tempos pós-modernos

Ebiatra é aquele medico espremido entre o pediatra e o geriatra. Outro dia ouvi um deles no radio dizendo que ritmo dos adolescentes deveria ser…

Ler post →
Troca-troca sem valor

Troca-troca sem valor

Eles não sossegam. Herdeiros do sonho de um Brasil cubanizado que não se realizou, com os bolsos recheados de dinheiro proveniente da venda do seu…

Ler post →
Assim caminha a umanidade

Assim caminha a umanidade

Enquanto isso, no centro da capital operacional do país – São Paulo – um bando de malfeitores fantasiados de índios tomam de assalto um prédio…

Ler post →
O sem-voto

O sem-voto

Próxima eleição vou à praia descansar. Nada de urna. Eu faço assim toda vez que não tenho candidato. Nada de anular. Nada de voto em…

Ler post →
Forma e função

Forma e função

Admiro muitíssimo um bom designer. Porém eu tenho, por deformação profissional, que associar sempre a forma à função. Não que a forma pela forma não…

Ler post →
Implico sim

Implico sim

Tomo mundo xinga Bill Gates e a Microsoft. Todo mundo venera Steve Jobs e a Apple. Eu, como de hábito, nado contra a maré. Steve…

Ler post →
Pet shop é outra coisa

Pet shop é outra coisa

Sou um alienado. Vivo um auto-exílio da fervilhante cultura pop do século 21. Um dinossauro. Pois acreditem: nunca tinha ouvido falar de um tal de…

Ler post →
Bolas de cristal

Bolas de cristal

É muito bom fazer uma previsão e acertar. Mesmo trapaceando. Em 1994 eu previ que a Nielsen não conseguiria instalar um sistema de medição de…

Ler post →
Honra entre ladrões

Honra entre ladrões

O que esperar de um governo recheado por ex-terroristas senão guarida a um de seus pares? Enquanto Gilmar Mendes concede liberdade (olha ele aí outra…

Ler post →