Anúncio de monoocularidade

Anúncio de monoocularidade

Perdi um olho. Mas foi só.

Ler post →
Serginho ataca outra vez

Serginho ataca outra vez

Não quis ouvir antes. Finalmente me chegou pela mão do Serginho o último álbum dos Mutantes (Haih or Amortecedor), gravado e mixado no estúdio da…

Ler post →
Uma ideia brilhante

Uma ideia brilhante

(A lembrança deste pequeno episódio me ocorreu por causa da postagem do Flávio Ferrari lá no Prozac, a respeito da minha infância.) Corria o ano…

Ler post →
Aguenta, coração

Aguenta, coração

Um enfarte. Sempre ouvi dizer que esses sustos são experiências transcendentais, daquelas que mudam a vida do sujeito para sempre. A partir dela o vivente,…

Ler post →
Notícia boa

Notícia boa

Muito trabalho, neste período que antecede minhas férias (forçadas). O Assertiva, pobrezinho, abandonado. Mas aconteceu uma coisa muito agradável estes dias, e que não posso…

Ler post →
Domingo no parque

Domingo no parque

Minhas andanças no Louvre são sempre assim. Andanças. Não sendo artista nem estudioso da Arte eu pago o ingresso, pego um mapinha dos pavilhões (para…

Ler post →
Reconhecido afinal

Reconhecido afinal

St. Michel outra vez. Como vêem, sou um sujeito de hábitos arraigados. Mas desta vez foi diferente. O rapaz me atende trazendo o menu. Logo…

Ler post →
Amelinha

Amelinha

Em 1969 alguns nomes faziam meu coração pular. Nomes como Miranda, Mamiya, Hasselblad, Vivitar. Nada de Canon nem Nikon que, embora já fossem famosas e…

Ler post →
Profecia

Profecia

Por razões que em breve saberão, estou reunindo material de objetos que ocuparam lugar de relevância na minha vida. Uma dessas coisas é um brinquedo…

Ler post →
Queridos amigos:

Queridos amigos:

Como o Walmir disse no comentário da postagem anterior, o Assertiva completou dois anos ontem, dia 26 (sim, Anne: você está certa). E eu pretendia,…

Ler post →