Poesia

Poesia

Ela é mesmo linda. E para olhares loucos como o meu estão visíveis, ao longo dos seus estais, as forças em jogo. E nessas tremendas…

Ler post →
Página tua

Página tua

Só entre tu e eu.

Ler post →
Acabou-se o que era doce

Acabou-se o que era doce

São dois objetos na minha mesa. O primeiro uma preciosaidade. O segundo um produto mal assistido pelo fabricante. Em ambos o mesmo logotipo da HP….

Ler post →
www.assertiva.blog.br

www.assertiva.blog.br

É todo de vocês. É claro que tem ainda defeitos, bugs, que aparecerão com o uso. Peço que me enviem um e-mail relatando o que…

Ler post →
Entrevárida noturna

Entrevárida noturna

Fecham-se os becos – todos – por onde passam as romizetas claudicantes da memória. Emparedadas, calam-se. E as réguas de cálculo dos distúrbios fenomênicos desalinham-se…

Ler post →